Aos Perdidos na Senda da Espiritualidade

Tem-se percebido nas mais variadas Religiões, que o insatisfeito é figura de frequente presença.
O insatisfeito entra no centro Kardecista, frequenta algumas sessões, e acha chato..
Vai a um Centro Umbandista, começa inclusive seu desenvolvimento, passam-se 3 meses, acha chato.
Passa a frequentar um outro Centro Umbandista, onde acha que é muito cobrado pelo corpo mediúnico e pelas obrigações dadas pelas entidades.
Vai a um Ashran Vaishnava, e sai criticando os Prabhus Hare krishnas, porque são vegetarianos radicais, que só sabem cantar e pular, acender incenso e ler livros de difícil entendimento. Arrisca inclusive a dizer que a interpretação do Baghavad Gita foi traduzida por um mal tradutor, pois não percebe congruência nos ensinamentos.
Esse mesmo indivíduo vai ao Candomblé, gasta rios de um dinheiro que não tem. Banha sua fé em um rio de sangue infinito e descabido. Três meses depois, começa a encontrar defeitos também no Candomblé.Que é animista, que não tem um Código, que é primitivo. Também deixa de frequentar os barracões.
Volta à Igreja católica, fervoroso. Dois meses depois, fala mal da vizinha, pela forma que se veste, da filha da fulana porque está solteira e grávida, do padre que tem aquele jeitinho estranho..
Finalmente vai ao Budismo……Pois acha chato, difícil e coisa pra oriental.
Pode ser que caia em uma dessas seitas pentecostais que gritam o nome de Deus, que praticam a glossolalia, ou falar em línguas estranhas, deixa seu dízimo e ainda mais.. Compra um carro, escreve propriedade de Cristo…
Este com o tempo,ou vai se tornar um fanático, chamando de seguidores do demônio, todos aqueles que frequentavam os templos em que ele esteve ..Ou, deixará de frequentar mais uma Igreja, porque achou defeitos mil.
Um dia ele vai um trabalho de xamanismo, santo daime, barquinha, enfim.. Sua língua sairá dizendo que ele só viu coisas horríveis, e que as pessoas são um bando de drogados..
Ao perguntar a esse insatisfeito a razão de sua insatisfação, ele dirá, minha vida só foi pra trás, não me encontrei..
É preciso então, passar por tantos batentes de Templos, para perceber que não é o que ele procura?
Na verdade, a insatisfação é inerente ao obtuso, ao preguiçoso, ao futriqueiro, e ao pseudo-depressivo.
Pois, ponderando sobre esse assunto, podemos chegar ao seguinte veredito: Pessoa mimada, pessoa insegura, pessoa infeliz, pessoa vazia.
Felicidade encontra-se dentro de nós mesmos, mesmo que frequentemos a mais humilde benzedeira.
Felicidade é encontrada, quando você doa um prato de comida a uma criança faminta.
Melhor seria trabalhar nossos mimos, e perceber que o grande causador de nossas insatisfações, somos nós mesmos, e a felicidade pode ser alcançada através da prática da Fé, independente de qual seja.
Paremos então com nossos mimos e inseguranças, e se a crítica maledicente, a preguiça, a incerteza bater à sua porta, deixe pelo menos algo de bom para alguém. Compartilhe suas experiências, para que possamos aprender a nunca ser como esse indívuo insiste em ser. Um insatisfeito espiritual..
E Salve Seu Ventania!!